waterwikipedia
Name of artefact
Balneário pré-romano
Balneário pré-romano da Estação
Abstract
Baths building of indigenous typology, discovered in 2003, within the project for remodeling the railway station of Braga. Partially preserved, it was dedicated to ritual bathing, being composed of a furnace (not preserved), by a steam chamber, just partially conserved and an antechamber with side seats, which was accessed from a paved courtyard. This last space was the only open part of the building once all the other rooms were buried. In the courtyard paved with slabs we can recognize two shaped as washbasins of water, an element that was essential in this kind of indigenous constructions. The discovered part of the building was preserved and it was arranged for public visit in the basement of the railway station in an area of user’s circulation, where information concerning the role and social use of the monument is displayed.
Location
 
Dating
 
General
features
Relationship
 
Present
context
Artefact
description
Virtual
tour
Documentation
 
Biblio
 
Sitography
 
Author
 
Wiki
 
Country: Portugal
Region: Braga
District: Minho
Municipality: Braga
Century: -2,-1
Year:
Age: Idade do Ferro
Typology of artefact: thermae
Related items: Não possui-
Category of use: other
Technical function: other
Relationship with other artefacts and elements related to water:
Pias de recolha de água. Possível canalização de drenagem.
Hydrological and morphological aspects:
No período de utilização o monumento situava-se na margem direita de um pequeno curso de água que terá sido desativado em época romana. Atualmente encontra-se integrado na cave da estação ferroviária de Braga, em zona de circulação de peões.
Landscape aspects:
Paisagem urbana. O monumento está inserido na cave da estação de caminho-de- ferro.
Architecture: A construção encontra-se implantada na arena granítica, ocupando uma área com cerca de 72m², estando sensivelmente orientada E/O. A parte descoberta do monumneto é constituída por cerca de metade da câmara de vapor, pela antecâmara e pelo pátio frontal à entrada, bem como diversas estruturas associadas, designadamente elementos arquitetónicos, pavimentos lajeados e pias para recolha de água. A antecâmara, de planta sub-rectangular, possui 1,70m de comprimento, por 2m de largura na parte mais larga, e 1,55m, na parte mais estreita, junto à pedra formosa, que se apresenta fraturada. Com 1,74x0,83x0,31m exibe o característico recorte semicircular na parte central da base, através do qual se faria o acesso à câmara de vapor. A antecâmara possui dois bancos junto às paredes, constituídos por monólitos de pedra com 1,74m de comprimento por 0,30m de largura. A entrada na antecâmara está definida por uma passagem defenida por dois monólitos de pedra, sobre os quais assenta um lintel,no centro do qual existe uma depressão rasgada, em forma de U, destinada a assentar uma viga longitudinal que suportava o telhado de duas águas que cobria o compartimento. O espaço do átrio tem planta retangular,com 4.72m de comprimento e 2,80m de largura e apresenta-se escalonado de forma pouco pronunciada em dois níveis. O nível mais elevado, a sudoeste, parece marcar a entrada e saída do monumento, enquanto o inferior se destinaria a receber água, que preencheria as pias escavadas em duas das lajes que integram o pavimento, drenando através de um canalização, entretanto desmantelada.
Materials used: Os materiais de construção são exclusivamente constituídos por pedra granítica, usada nas paredes, nas ombreiras e lintel, bem como nos bancos, pavimentos e outros elementos arquitetónicos associados ao edifício.
Building Technique: As paredes do monumento (câmara, antecâmara e átrio) foram construídas com blocos de granito de talhe e dimensões irregulares. As ombreiras e o lintel, que assinalam a entrada na antecâmara, são constituídas por monólitos de pedra, especialmente talhados e polidos para o efeito. O mesmo acontece com os bancos da antecâmera formados por dois compridos blocos de granito polido. A pedra formosa, que dava acesso à câmara de vapor, parcialmente destruída, era constituído por um bloco de granítico polido, apresentando-se fraturada na parte superior. A parte baixa apresenta um recorte semicircular centrado. Os tetos da câmara e da antecâmera deveriam ser constituídos por lajes graníticas, que assentariam nas paredes e nas traves de madeira que se disporiam no sentido do comprimento, formalizando uma cobertura de duas águas. O pavimento do átrio era lajeado com pedras de razoáveis dimensões, algumas delas escavadas para recolher água. O piso da antecâmera era formado por lajes de média dimensão. Tendo por base exemplares melhor conservados deste tipo de balneários é suposto que todo o conjunto, com exceção do átrio, se encontrasse soterrado, de modo a conservar o calor.
Transformations: Não são conhecidas.
Present state: inactive
Ownership: no
Ties: no
Accessibility: yes
Usability: yes
State of preservation: restored
Virtual Tours of the water artefacts:
Sacred use (Sacro)
Therapeutic use (Terapeutico)
Documentation (photo, iconography, cartography, functional diagram of the artefact etc.):
Lemos, F.S.; Leite, J.M.F.; Bettencourt, A.M.S.; Azevedo, M., O balneário pré-romano de Braga”, Al madan, 12, Lisboa, 2003: 43-46.
Name: Manuela
Surname: Martins
Institution affiliation: Unidade de Arqueologia da Universidade do Minho
Email:
Nome:
Testo: